Lucio Carvalho nasceu em Bagé (RS), em 1971. Foi co-editor do portal Inclusive, premiado em 2010 com o Prêmio Nacional de Educação em Direitos Humanos, pela OEI/SPR. Autor de diversos livros, é pós-graduado em Lit. Brasileira pela UFRGS e tem publicado em veículos de todo o país. Desde 2020, é editor da revista literária Sepé.

Leia uma prévia do livro clicando aqui

Ano: 2021
Páginas: 286
ISBN: 978-65-991937-3-6
Ilustrações: Vinicius da Silva
Revisão: Daniel Zanella
Compras por pix: pelo email lucioscjr@uol.com.br

Para abrir a playlist do livro, utilize a câmera na busca do APP
ou use o link https://spoti.fi/3tAEt4d

a

DA “ORELHA” DO LIVRO

“No modo de falar dos gaúchos, a expressão “fica na tua” pode valer tanto como mensagem ofensiva quanto uma sugestão de autocuidado. Foi o compositor Vitor Ramil quem melhor o demonstrou. Em Loucos de Cara, canção dedicada ao filho Ian gravada em 1987, o “fica na tua” repete-se muitas vezes e sempre com esse tom de aconselhamento, de cuidado carinhoso. Às vezes, pode ser também empregada como autoaconselhamento. É quando a pessoa decide por si mesma: “ficar na sua”. No Rio Grande do Sul, isso vale como recolher-se, ou seja, manter o foco na sua vida, cuidar da sua vida, não invadir o espaço alheio. Em síntese, preservar-se.

Este romance de formação narra as transformações por que passam uma amizade, uma família e uma cidade do interior gaúcho nos explosivos anos 80 até a virada do milênio. Na mente de um protagonista que deixa para trás a adolescência, legados e projeções familiares para atingir a idade adulta na capital, Porto Alegre, o mundo nunca mais será o mesmo. Antes de ser publicado pela Saraquá e numa edição limitada, este livro chamou-se Trapézio. Ao final de muitas releituras, calhou de voltar ao seu primeiro título, este Fica na tua.”